Emoção marca o 1º Encontro da Turma de 1980/1981 de Normalistas do IEEOA

Emoção marca o 1º Encontro da Turma de 1980/1981 de Normalistas do IEEOA

1 de dezembro de 2018

Enfim chegou o sábado, 1º de dezembro, tão esperado! Ele foi programado desde o início do ano e reservado para que a turma de Normalistas de 1980/1981 do Instituto Estadual de Educação Oswaldo Aranha se reencontrasse depois de 37 anos da formatura.

As normalistas eram as mulheres que cursavam o Curso Normal, também conhecido como Magistério de 1º grau ou Pedagógico, sendo uma habilitação para o magistério nas séries iniciais do ensino fundamental. A ideia de reunir a turma surgiu após algumas ex-colegas se reencontrarem pelo Facebook. Mantendo o contato, aos poucos foram se conectando e programando esse encontro especial.

“Em janeiro já começamos a criar a programação. Muitas ainda residem em Alegrete e seguiram na área do magistério, porém também temos ex-colegas que, assim como eu, não moram mais na cidade”, explica a professora aposentada Ana Regina Jardim, que atualmente reside em Porto Alegre.

Com a parceria das colegas Elvira Paim e Sandra Elizabeth, ela organizou a programação que teve muitos momentos emocionantes. Pela manhã as Normalistas visitaram o IEEOA, relembrando o lugar onde tudo começou. Também passearam pelo Parque Ruy Ramos, onde fizeram a foto oficial do encontro; e a noite findou com um alegre Happy Hour no tradicional ponto de reunião da cidade: o Quiosque.

Um dos momentos mais marcantes, segundo Ana Regina, foi a participação de três ex-professoras da época. “Elas deram depoimentos muito emocionantes falando o quanto é gratificante ver alunas que tiveram suas vidas encaminhadas”, revela.

O encontro contou com a participação de 22 normalistas. Na época, adolescentes entre 17 e 18 anos, hoje aposentadas e profissionais na faixa dos 50 e 55. Algumas não seguiram na área da educação e atuam como: advogada, médica e policial civil. “Tivemos a presença de ex-colegas que vieram de Torres, São Luiz Gonzaga, Brasília e até do Japão especialmente para o nosso encontro”, sublinha Ana.

O momento com certeza vai ficar registrado na memória. A alegria foi tanta que as organizadoras já pensam no 2º encontro. “Infelizmente temos ex-colegas que já não estão mais nesse plano, por isso, acreditamos que temos que aproveitar cada momento enquanto estamos aqui e termos essa oportunidade de nos reunirmos para reviver nossas lembranças”, finaliza.

Comentários